quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Juros rotativo, fuja dele, mas fuja mesmo!

Hoje está um dia estranho, no trabalho, o de sempre, serviço de umas 10 pessoas para resolver na metade do tempo que eu precisaria, nos estudos, continuo com o ânimo diminuindo para estudar mais um idioma, na reforma, o usual, gastos e mais gastos que nunca acabam, nos investimentos, o máximo que fiz foi comprar algumas cotas de CTXT11 que descobri pelo comentário do nosso nobre colega O Micro Investidor... mas algo está estranho.... será que alguma bomba está por vir? Espero que não 😌 Mas vamos ao que interessa que é o post mesmo.

Juros rotativo - Basicamente é o juros cobrado quando não se paga a fatura total do seu cartão de crédito, ou seja, você gastou mais do que tinha condições de pagar e agora escolheu o pior caminho, achou que pagando a fatura mínima (ou até mesmo um pouco mais) esta tranquilo porque não vai ter o "nome sujo", mas não se engane, no mês seguinte, a paulada será enorme.

Suponhamos que sua fatura está em incriveís 4mil reais, mas este mês deu tudo errado, a bonificação no trabalho não saiu, a PPR (Participação Por Resultados, também tem PL, PR, etc) que você imaginava que seria uns 5 salários veio só 2, enfim, problemas financeiros surgiram e você não tem como pagar a sua fatura, sua ideia é pagar os 20% mínimos, o que daria R$800que maravilha, estou livre, doce engano, vamos agora passar 1 mês inteiro pra frente, sua fatura estava bem menor, é de R$1.500,00, mas você lembra que ficou "devendo" R$3.200? Pois então, é nesse montante que os juros rotativo incide (sim, eles são extremamente abusivos ao meu ver).

Pegarei o Nubank como exemplo, pesquisei um aqui no trabalho e está em 13,75% a.m., então isso dá R$3.640 (R$440 de juros, surreal), então sua fatura na verdade é R$5.140 (na verdade um pouco a mais porque tem outros impostos como IOF por exemplo, mas vou simplificar), você não tem esse dinheiro, então vai pagar os 20% de novo e se comprometer a não gastar mais nada no próximo mês, então paga R$1.028 e fica livre naquele mês. Só que você já tinha R$800 em compras parceladas (esse é o motivo de eu odiar parcelamento), então vamos continuar, você tem os R$800, tem os R$4.112 que deixou para trás e agora os juros rotativos também, que dão incríveis R$565,40, olha que interessante, você gastou menos do que no mês anterior e mesmo assim os juros foram maiores, sua dívida atual é de R$5.477,40, se continuar essa história, vocês já sabem aonde vai dar, não é mesmo?

Sua fatural "real" era de:
R$4.000 + R$1.500 + R$800 = R$6.300
Você pagou ao todo:
R$800 + R$1.028 + R$5.477,40 = R$7.305 (isso considerando que você quitou a dívida no 3º mês)

Em resumo, apenas por você pagar 2 parcelas mínimas, teve um prejuízo em juros de R$1.005.

É nessa bola de neve que muitos brasileiros se encontram, juros rotativo é abusivo sim, mas não é obrigatório usar e os bancos alegam que o risco de calote é imenso, por isso a taxação é tão alta, mas tem casos de ingenuidade também, a pessoa vê a tal parcela mínima e acha que aquilo é o certo a pagar, daí quando assusta, já está devendo até as cuecas/calcinhas 👹

Caso achem interessante uma simulação mais detalhada, poderei fazer em um próximo post ou até uma atualização neste, mas minha intenção era apenas demonstrar a loucura do juros rotativo e, infelizmente, estou vendo a minha volta que muita gente vai recorrer a isso devido as compras de fim de ano e a queda nas bonificações, mas, sua cabeça, seu guia, podemos no máximo tentar mostrar o caminho, quem escolhe o que fazer, é você!

Bons investimentos!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Parcelar ou provisionar? Veja a vantagem que se tem ao provisionar os gastos!

Bom dia caros leitores,

Como a reforma da casa está a pleno vapor e chegando ao fim (graças a Deus), muitas "discussões" sobre dinheiro estão ocorrendo com a família (pais, patroa, sogros, tios, etc), gastou-se demais, gastou-se de menos, gastar com reforma e poupar, enfim, estão falando de tudo e isso acaba gerando é muita confusão na cabeça de todos, vou tentar transformar alguns desses assuntos em posts.

O primeiro é sobre parcelamento, algo muito comum ao brasileiro, parcelar tudo até perder de vista, quando falei que o certo é provisionar mensalmente e comprar a vista, meu Deus, até me arrependi de falar isso hahaha em suma, a justificativa para parcelar é que "para que vou ficar 1 ano juntando dinheiro para comprar algo se eu posso acabar morrendo nesse tempo e não vou aproveitar?", realmente faz algum sentido, mas e se você morrer nesse tempo e a dívida vai ficar para seus filhos, isso é interessante?

Bem, vou demonstrar aqui exatamente o que demonstrei em casa, lá deu certo, talvez funcione com outros que precisem também, mas claro, isso se concordarem comigo. O exemplo foi uma smart TV, 49", realmente é excelente! O valor no submarino é de R$2.799,99 e pode-se parcelar em 8x sem juros.

Muito bonita não é mesmo? Parcela sem juros, não é legal? Sim, se você fosse comprar só a TV e fazer outra aquisição quando terminar de pagar essa, só que brasileiro não é assim (a grande maioria), daqui 2 meses vai comprar um notebook, no mês seguinte um micro system e por aí vai, a fatura do cartão de dezembro já estará quase no valor do salário do cidadão e aí o problema começa, você fica impedido de comprar coisas novas porque já está com a fatura de 4 meses a frente no limite, só que o desejo de comprar é maior e vira uma bola de neve, começa a pagar a parcea mínima, o juros rotativo entra em ação e aí... só Jesus na causa.

Agora vamos pensar um pouco, se provisionar o valor com antecedência? Ficará melhor? Montei uma planilha, vamos ver ela abaixo:
Na tabela da esquerda, está o valor parcelado da smart TV em 8x sem juros (se tiver juros então nem se fale) e no da direita seria o provisionamento com rendimento de 1% (esse valor pode ser alterado de acordo com o que você se sentir mais confortável), note que ao fim dos 8 meses, você o dinheiro para comprar a smart à vista e ainda sobrará R$99,98, se considerar que comprando a vista você tem 5% de desconto, no final das contas sobrará R$239,91, ou seja, quase 10% do valor da TV, interessante não?

Mas aí podem justificar com a inflação, daqui 8 meses a TV estará mais cara... bem, realmente tem inflação, se considerar inflação de 5% nesse período, você voltaria para os R$99,98 de lucro mais ou menos... você pode cadastrar em sites de busca para aguardar um preço mais baixo, enfim, tem diversas formas de você maximizar sua economia. Esse exemplo foi para um único item, agora imagina quantos outros ao longo do ano não seriam comprados da mesma forma? Faça esse exercício com seu cartão de crédito e veja o resultado.

Não estou aqui para abolir a utilização do cartão de crédito, mas temos que usar com sabedoria, buscar gerar renda passiva suficiente para comprar essas coisas apenas com essa renda e não precisar mexer no patrimônio, essa tranquilidade será uma sensação incrivel, podem ter certeza!

Bons investimentos!

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

FII's - Invista no Santander e tenha excelente rentabilidade

Caros leitores,

Voltando para as análises para escolher o próximo fundo que entrará ou aumentará a participação na carteira, me deparei com o SAAG11 (Santander Agências), como já disse diversas vezes, minha preferência é por FII's de tijolo (Tipos de FII's), mesmo a rentabilidade dos fundos de papéis que comprei estejam me agradando, não troco a tranquilidade e meu plano de longo prazo.

Dados básicos:

Código: SAAG11
Segmento: Agências bancárias
Gestor: Rio Bravo
Valor da cota (10/01/2017): R$119,16

Fonte: Street View

Rendimentos

Matenho meu benchmar em 0,70% a.m., assim como nos demais fundos de tijolos que já citei em outros potst (NSLU11B e BBPO11), faço isso porque é um número que ainda me dá tranquilidade e que irá gerar uma renda compatível com o que almejo, não se esqueça que você deve traçar planos realistas e correr atrás disso para alcançar a sua IF.


Como pode ser observado na tabela, apenas neste último mês que o fundo alcançou meu benchmark, mas se reparar, há os aumentos da correção do aluguel, eles ocorrem em junho e dezembro de cada ano, então a tendência é que daqui pra frente fique acima do meu benchmark, não podemos olhar apenas o presente, obviamente rendimento passado não significa rendimento futuro, mas como é um contrato atípico de 10 anos, ainda tem muita lenha para queimar.

Informações importantes

A taxa de administração é de 0,25% a.a. sobre o patrimônio líquido, o que não é abusivo, o contrato atípico como citado anteriormente tem duração de 10 anos, finalizando em dezembro/22 e junho/23, as agências são locadas exclusivamente para o Santander e foram adquiridas no formato BTL (Buy To Lease), ou seja, o fundo comprou os imóveis já prontos para alugar, o total de imóveis está atualmente em 28 agências divididas em diversos estados (CE, MG, PE, PR, RJ, RS e SP)

Comentários

O valor patrimonial está com diferença de -23,26%, ou seja, a cota está sendo vendida mais cara do que "deveria" ser, muitos criticam essa diferença, concordo que tem fundos com valor mais próximo, mas o valor da cota não irá alcançar o valor patrimonial, então foquei na Renda Passiva, que é o que realmente me importa, o fundo é consistente e não teve nenhuma grande surpresa nos últimos anos, dando tranquilidade para o cotista (é o que procuro), o aumento de aluguel já está valendo, então a próxima é apenas no meio deste ano, então ficará em R$0,84/cota até lá, então para mim, essas revisões semestrais tornaram este fundo bastante interessante para os meus propósitos.

Bons investimentos!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Pessoal - Você sabe o que fazer para reformar sua casa?

Caros leitores,

Como eu já havia dito em um post anterior, vou colocar alguns posts pessoais também neste blog, as vezes alguns assuntos pelos quais estou passando ajude um ou outro leitor, acaba que hoje em dia a maioria está em uma situação parecida.

Reforma da casa

Essa é uma parte crítica na vida de um cidadão que tem casa própria, se tiver uma mulher perfeccionista e com olho clínico para coisas caras, então nem se fale... porém como posso tentar equilibrar entre não estourar demais o orçamento inicial e agradar a esposa? Primeiramente coloquei na minha cabeça, "isso é uma reforma, então sempre vai aparecer alguma coisa, então com certeza vou estourar o orçamento", eu sei, esse não deveria ser o pensamento de um engenheiro que trabalha com obras como eu, mas fazer o que? Não conheço nada da casa, quebra uma parede e aparece uns 3 itens novos para arrumar/substituir 😐

Primeiro passo para ter mais tranquilidade, pelo menos no meu caso, planejamento, o orçamento inicial era de "X reais", então simples, me programei para gastar "2X reais", o que sobrasse no fim da era só eu aportar e seguiria feliz da vida hahah... Ter dinheiro para pagar a vista, seja no cartão de crédito/débito, depósito ou em dinheiro em espécie mesmo, isso faz uma grande diferença na hora de negociar, ainda mais em tempos dificeis para o comércio como agora, então pechinchar, essa é a ordem do momento e aonde você irá conseguir descontos, consegui (embora eu tenha consciência que esses descontos apenas são para aproximar do valor justo do produto, mas paciência) de uns 30% ao final de tudo, ajudou bastante.

Segundo passo é contratar serviços de qualidade e confiança, no meu caso eu não tinha a menor pressa porque já temos outra casa, então se demorasse 2 anos não faria muita difereça, então optei por fechar empreitada (fechar o serviço por um preço determinado independente do tempo de execução), embora o mais comum na minha cidade seja pagar por dia (pedreiro aqui é em média R$150,00/dia), como a cidade é pequena, foi fácil conseguir referências de serviços já feitos em outros lugares, acabei fechando com um pedreiro que havia feito o acabamento do banheiro na casa do meus pais, ele é lenteo, mas muito leeeeento, só que como falei, tempo não era problema, então tinha preço e qualidade, não pensei 2x e contratei.

O pedreiro era deste estilo (Fonte)

Já no decorrer do serviço, depois de alguns meses, veio um erro que espero nunca mais cometer... dar liberdade demais para o pedreiro, sério, a situação tava ficando até chata, mas com paciência e diálogo foi possível contornas, só que não antes de muita dor de cabeça, então tentem manter certa "distância" e não dê liberdade demais (isso vale não só para pedreiro).

A parte de alvenaria é simples e não tem segredo, quebrar uma parede aqui, levantar outra ali é tão simples que não tem nem o que comentar, como em qualquer obra, o importante é olhar o nível, esquadro e prumo, com isso, não tem como dar errado rs... então veio o tal do acabamento, essa é a parte mais legal e mais cara também... uma dica interessante que tivesse nessa fase foi com relação a pintura, eu iria contratar 2 irmãs que trabalhavam com massa corrida, só que me indicaram um "gesseiro", ele cobriu o preço e, como a casa tinha alguns defeitos que na massa corrida não iria consertar, optei e fiquei extremamente satisfeito com o serviço (quem quiser utilizar o gesso, não reboque a parede, pois o gesso compensa essa parte também, já é uma economia, aqui pelo menos, cobram cerca de R$15,00/m² de reboco, fora material).

Alvenaria é simples, mas não deve ser ignorado os detalhes (Fonte)

Só que obra já viu né, nem tudo são flores e, para pintura, pelo perfeccionismo da esposa, tive que passar massa corrida em cima do gesso (realmente ficou muito, mas muito bonito mesmo), mas o gasto foi muito menor, iria gastar na faixa de 25 latas de 18L de massa e como era apenas uma capinha de massa, gastei 8 latas, então foi só lixar usando uma lâmpada para ver melhor as imperfeições, pintar e então foi só alegria.

Carregar essa lata é ruim viu 😠 (Fonte)

Agora está faltando apenas terminar o banheiro, a suíte e a área de churrasqueira, os móveis novos chegarão na próxima semana, essa parte também é muito legal, mas não entendo nada disso, então deixo para a esposa mesmo, ela tem uma mistura de arquiteta com design de interiores, isso ajudou muito em todas as etapas da obra... uma última dica que dou, é ficar de olho em promoções, lembro que consegui comprar o gabinete para a suíte com 70% de desconto em um queimão, aproveitei este dia e comprei os alisares também com 50% de desconto, fiz a farra 😂

Desenho esquemático da cozinha (Fonte)

Bem, então é isso pessoal, reformar dá muito prazer quando está finalizado, mas até lá, é muita dor de cabeça, principalmente para quem não gosta e/ou não entende nada disso, mesmo assim, vale a pena uma reforma, se planeje com antecedência para não terminar a obra com muitas dívidas ou pior ainda, ter que parar a reforma no meio do caminho por falta de verba.

Boas obras rs

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

CDB - Um investimento muito rentável mesmo para quem tem pouco dinheiro

Boa tarde caros leitores,

a vida está muito corrida em janeiro e por isso dei uma sumida, mas as festas de fim de ano serviram para trazer muitas ideias de posts, com certeza a visão das pessoas começou a mudar um pouco devido a essa questão da reforma da previdência, só que a grande maioria ainda não faz nem ideia de como começar nessa vida de poupar e investir para "garantir" uma aposentadoria mais tranquila, sugiro a leitura de 2 posts, Primeiro passo para a IF e Reserva de emergência, para quem ainda está mais perdido que minhoca em um galinheiro.

O maior problema que lamentavam era a questão de não conseguirem poupar ou pouparem muito pouco por mês e colocarem na poupança e o dinheiro sumir poucos meses depois, obviamente se a intenção for enriquecer da noite para o dia, qualquer investimento lícito iria frustar essa pessoa, é preciso tempo e paciência para deixar os Juros Compostos trabalharem, então para quem está iniciando, eu já postei sobre o Tesouro Selic (Tesouro Selic - O que você precisa saber) que também é um excelente investimento para iniciantes, só que não é o único, então vou apresentar um outro investimento tão bom quanto.

CDB - Certificado de Depósito Bancário

O que é isso? 👾

CDB significa Certificado de Depósito Bancário. Ele é um título privado, bastante popular, emitido pelos bancos e vendido aos clientes para captação de recursos. Em outras palavras, ao emitir um CDB, o banco assume a obrigação de um pagamento futuro pelo dinheiro captado.
Ao comprar um CDB, se empresta dinheiro para que o banco o empreste para outras pessoas ou empresas. Geralmente, os recursos captados pelo banco por meio de CDBs são destinados para o financiamento do capital de giro das companhias.
O comprador de um CDB torna-se credor do banco. Em contrapartida, o banco lhe paga juros, que podem ser pré ou pós-fixados, e são definidos no momento da aplicação, assim como o prazo pelo qual o dinheiro ficará aplicado. (Fonte)
Como descrito acima, CDB nada mais é do que emprestar dinheiro ao banco, com certeza eles não pagarão os juros exorbitantes que cobram, mas é como sempre digo, é melhor lucrar pouco do que ter prejuízo de muito, então sou averso a empréstimo de bancos (dá até calafrios) e sempre procuro investir em algo que me dê segurança e tranquilidade.

Temos vários tipos de CDBs, podem ser tanto pré-fixados como também pós-fixados, mas o que quero apresentar aqui é o CDB com liquidez diária oferecida pelo banco Intermedium, que por sinal, caso você pague taxas no seu banco, seria uma boa olhar a conta digital deste banco, eu tenho e não tenho nada a reclamar.

Tenho R$1.000,00 para começar, está bom? 😁

CDB do Intermedium tem um valor mínimo de R$500,00, então você pode investir com este valor e, de acordo com o montante, você consegue taxas melhores, abaixo de 100 mil reais, a taxa oferecida é de 100% do CDI (verificar índice CDI), o que garante um retorno bem superior a poupança:


Utilizei 365 dias e os R$1.000,00 citados, mas você pode usar essa calculadora do link e simular diversos prazos e valores, basta lembrar que a liquidez diária começa a partir dos 30 dias, então é um fator a se considerar, nessa simulação feita, o CDB rendeu 3,42% a mais que a poupança, parece pouco mas estamos falando de apenas R$1.000,00, durante 1 ano, agora imagina R$10.000,00 durante 10 anos? Por isso devemos deixar os Juros Compostos trabalhar.

Há outros bancos com essas características como o Sofisa e o Daycoval também, o importante é ficarem atentos a taxa, para um bom CDB, deve-se buscar taxas o mais próximas de 100% do CDI e não se esquecer que este investimento segue a tabela regressiva do imposto de renda.

Comentários

Nesse fim de ano, nas festas, muita gente mais alcoolizada, eu só via pessoas fazendo promessas para 2017 e/ou lamentando de grana em 2016, por isso resolvi criar uma série de posts para as pessoas que tem pouco dinheiro para investir poderem sentir o gostinho do enriquecimento financeiro e isso acaba trazendo também um enriquecimento pessoal, prova disso é nosso amigo da blogosfera Viver de Construção que, mesmo ainda não sendo independente financeiramente, está aproveitando a vida agora com o fruto de seu árduo trabalho de acumular patrimônio, parabéns pela sábia atitude.

Bons investimentos!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Blog - Fechamento 2016

Bom dia caros leitores,

Hoje não farei nenhuma análise ou posts sobre finanças, ainda sou novo na blogosfera e minha intenção é de compartilhar conhecimento, assim, ensino o pouco que sei e aprendo com o muito que vocês sabem, essa é a melhor forma para aprender rápido e tenho isso para minha vida em todos os setores.

Gostaria de agradecer a todos que leram, criticaram, participaram, elogiaram e deram sugestões, está sendo uma experiência fantástica o blog, vou tratá-lo com alguns posts pessoais como este daqui pra frente, mas não perderei o foco em finanças. A ideia inicial era apenas ver se isso de blog dava certo, não tinha e continuo não tendo pretensão de monetizar isso aqui, se tivesse 10 visualizações por dia eu estaria muito satisfeito, graças a Deus e a vocês, chegamos a marca de 2000 (duas mil) visualizações em 1 mês, isso foi impressionante para mim.

Aos que estão interagindo pelos comentários, peço que continuem, isso engradece o blog e atinge a minha meta de troca de informações, a quem apenas lê, continue visitando, se você estiver aprendendo algo, ficarei muito feliz e, caso queira aprender ainda mais, pode interagir, aqui todos estamos aprendendo.

No mais, desejo a todos que Deus ilumine este fim de ano, que possam aproveitar estas últimas horas com o que traga mais felicidade para cada um e que 2017 todos possam encontrar a felicidade pessoal e, quem sabe, chegar ainda mais perto da tão sonhada Independência Financeira.

Abraços.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

FII's - Tipos de FII's, como escolher o melhor para o seu perfil

Caros leitores,

Hoje quero conversar sobre os tipos de FII's (FII's - Passo a passo para investir certo), eu investia apenas em FII's de tijolos, mas recentemente me aventurei em um FII de papel para ver como funciona na prática, embora não tenha praticamente nenhum impacto na minha carteira, ficou um sentimento que, por mais que a gente entenda aonde estamos investindo, também devemos conhecer aquilo que não investimos, afinal, como comparar o que é melhor se não conhecer?

Eu já li um pouco sobre os outros tipos mas não me interessei 😏

Perfeito então, a ideia deste post é justamente dar uma visão geral de cada tipo para você ter uma noção e definir se interessa ou não, se agrada ou não, se investe ou não. São algumas informações de simples entendimento que irá ajudar a você, investidor, a compreender um pouco mais desse mundo dos FII's. Não tenho a intenção de destrinchar todos os detalhes, vou informar o básico de cada um para dar suporte para o investidor iniciar os estudos.
ps.: tentei pensar em uma analogia ao famoso "pedra, papel e tesoura" mas não deu certo rs

FII's de tijolos

Vou seguir em escala de risco, então começo pelos tijolos, é o tipo mais conservador, basicamente o gestor deste fundo adquire partes de imóveis (ou 100% do imóvel mesmo), podem ser shopping, hospital, agência bancária, escritório, hotel, dentre outros e distribui os lucros com os cotistas e possui contratos típicos ou atípicos (FII's - Tudo que você precisa saber sobre os tipos de contrato), normalmente a correção é anual, corrigidos por algum índice, IGP-M por exemplo.

Uma das preocupações que se deve ter neste tipo de FII é com relação a vacância, embora ela possa ser uma oportunidade, comprar um fundo que esteja com vacância alta e, consequentemente, valor de mercado baixo, é um fator a ser observado para você conservador, se o fundo desejado for monoinquilino (NSLU11B - Aporte do mês - por exemplo), a preocupação deverá ser ainda maior.

Por que este tipo de FII é o mais conservador? 😁

Este tipo de FII normalmente não sofre com a variação de algumas taxas, como a SELIC por exemplo que causou um alvoroço nos investidores do Tesouro Direto, tirando a questão da vacância, muitos fundos ficarão com os inquilinos por vários e vários anos, tendo um aumento de aluguel acima da inflação.

FII's de papel

Continuando a escala de risco, este tipo de FII é um intermediário (FII's - Análise do VRTA11, um fundo de papel com excelente rentabilidade - por exemplo), em geral, o gestor do fundo compra alguns investimentos de Renda Fixa, tais como, LCI e CRI e, como o gestor dispõe de uma quantia muito volumosa de dinheiro, consegue taxas muito melhores do que um pequeno investidor, essa é umas vantagens deste tipo de FII, porém você não tem controle sobre quais ativos entrarão ou sairão da carteira, correndo o risco de uma má gestão.

Como citado, você não tem controle dos ativos, há casos de conflitos de interesses, o gestor pode investir uma parte do patrimônio em um ativo ruim, que tenha algum problema judicial, ou mesmo que seja um ativo não muito interessante para o cotista, mas para o gestor sim (ativo de mesma gestão do fundo por exemplo).

Por que este tipo de FII é intermediário? 😖

Com os riscos citados, pode-se ter uma grande variação da rentabilidade, mas com uma boa e séria gestão, esse risco será diminuído, porém a queda de algumas taxas também afetam fortemente os ativos da carteira do fundo, renda fixa estava um alvoroço há uns tempos atrás.

FII's de desenvolvimento

Agora vamos entrar no tipo de FII mais arriscado, neste tipo estão os imóveis que ainda irão ou estão na fase de construção, você têm inúmeros riscos neste caso, desde um gasto maior com a obra do que o previsto até o não término do imóvel, porém o alto risco pode trazer alto lucro também, as cotas, após a conclusão da obra, irá sofrer uma grande variação positiva (teoricamente), então é um investimento para um perfil de investidor que passa longe do meu.

Vale a pena correr o risco? 😥

Tudo varia de acordo com seu perfil de investidor, eu acredito que além do perfil, o investidor tem que ter um certo nível de conhecimento para analisar se o empreendimento é realmente viável, caso enxergue que está tudo OK, provavelmente será o investimento com maior retorno dentre os 3 tipos, mas como eu trabalho com construção civil, no Brasil não é costume, salvo excessões, gastar tempo e dinheiro com planejamento, então os orçamentos não fecham, sempre há aditivos no contrato e isso irá corroer o rendimento do cotista.

Comentários

Como sempre digo, existe uma gama enorme de investimentos e, cada qual deve seguir o seu perfil de investidor para não ter decepções, é importante conhecer pelo menos o básico do que está fazendo, surpresas acontecem é claro, mas quando se sabe quais e o motivo para acontecerem, já traz uma tranquilidade sem igual, então com as informações daqui, já dá para enxergar em qual você encaixa, daí é só focar seus estudos nessa linha e terá bons resultados.

Bons investimentos!

Atualização

Confesso que havia esquecido de mencionar um outro tipo de FII, obrigado ao Investidor Mineiro.

Fundo de fundos

Esta modalidade é uma mistura de FII de tijolos e FII de papel, então posso colocar entre eles no nível de risco, ele é muito interessante para aqueles que não tem muito conhecimento ainda sobre este mundo de FII's (embora minha sugestão para estas pessoas seja estudar, você sempre será a melhor pessoa para cuidar do seu dinheiro), o gestor deste fundo irá comprar outros FII's, então a vantagem é que terá alguém "especializado" para escolher as melhores ofertas de compra e venda, a desvantagem é que você não terá controle algum sobre o investimento.

Como saber se é um bom FII? 😕

Minha dica é analisar um pouco os fundos que o gestor já comprou e ver se você investiria neles, se o rendimento alcançado é satisfatório (mesmo sabendo que rentabilidade passada não significa rentabilidade futura), caso se sinta confortável com a maioria, vale a pena, mas quero reforçar, ninguém cuidará melhor do seu dinheiro do que você mesmo! Então é melhor buscar conhecimento e investir você mesmo.